░ o homem que amava demais

conheci um homem que entrava pelas janelas
falava de cegueira às borboletas
e nadava em silêncio com os peixes

uma ocasião cravou no peito um poema
———————————————-disse:

————————————-sou um poço

 

___
▪ Maria Azenha
(Portugal, n. 1945)
in “Num Sapato de Dante”, Escrituras Editora, São Paulo, Brasil, 2012

Anúncios

░ A HERANÇA

há uma loucura perturbadora nas sílabas dos móveis
em cuja vastidão há palavras que se perdem
mas dar-te-ei um lance neste jogo de cartas
aliviando-te do fundo da colina em que se juntam

mas será preciso que tudo se revolva como um fósforo
a forma e o ferrolho na fronteira da erva
a grande colecção dos soluços da coruja
com tubos musicais pelas veias telefónicas

dar-se-á então um truque no real pela espiral das nuvens
a fronteira e o núcleo na face das perguntas
onde os livros aí estão com sílabas imóveis
de raízes apontadas para o haxixe das dúvidas.
e pelos nomes das veias da mistura das estradas
onde viajam os números os rebanhos do futuro
passearemos juntos pelo teorema de pitágoras
em imagens na avenida pelas sílabas da chuva

 

_
▪ Alexandra Kräft
(Londres, n. 2025)
Heterónimo de Maria Azenha
in “Concerto para o Fim do Futuro”, Hugin – Editores, Lda, Lisboa, 1998

— Divulgação

AS MÃOS NO FOGO
Maria Azenha

ISBN: 9788575317068
Selo: Escrituras
Autor: Maria Azenha
Formato: 14X21 cm
Páginas: 40

 Escrituras Editora e Distribuidora de Livros Ltda
São Paulo, Brasil

 *

DESCRIÇÃO —

“As Mãos no Fogo” é mais um exemplar da Coleção Ponte Velha, responsável por trazer ao Brasil obras selecionadas da literatura portuguesa contemporânea.

Este volume traz uma seleção de poemas de Maria Azenha, prestigiada autora portuguesa de vasta obra. Seu trabalho revela uma sagaz inventividade, presente nas construções inesperadas e alheias ao senso comum, que alude a um universo amplo e ao mesmo tempo simples. O leitor encontrará facilidade em se conectar aos seus poemas, tão ricos e versáteis em sua temática: um jogo entre a palavra e o sentido que vêm transmitir, de um modo divertido, inteligente e lírico.

*