10 de Junho [Esta página adere a Luíz Vaz de Camões]

 

 10 de JUNHO

_ DIA DOS POETAS _

A. M. Pires Cabral Adalberto Alves Adam Zagajewski Adélia Prado Adília Lopes Albano Martins Alexandra Domínguez Amalia Bautista Ana Hatherly Ana Luísa Amaral Ana Paula InácioAntonio Miranda António BarahonaAntónio Franco Alexandre António Mega Ferreira António Salvado Armando Silva Carvalho Arvind Krishna Mehrotra Augusto Meneghin Carlos Alberto MachadoCharles Simic Connie Bensley Cristian David López Cristina Peri Rossi Daiva Cepauskaite Daniel Jonas Dorianne Laux Eduarda Chiote Elena Soto Eucanaã Ferraz Eunice de Souza Ewa LipsKa Fabio MorábitoFabio Riggi Fernando Pinto do Amaral Ferreira Gullar Filipa Leal  Gastão Cruz Gil T. Sousa Gonçalo M. Tavares Helberto Helder Helder Macedo Helder Moura Pereira Helga Moreira Henrique Manuel Bento Fialho Herberto Helder Hugo Mujica Hugo Williams Hélia Correia Isabel de Sá Jaan Kaplinski Jaime Rocha Jane Hirshfield Joan Margarit Joaquim Pessoa Jorge Velhote José Agostinho Baptista José Ángel Cilleruelo João Luís Barreto Guimarães João Miguel Fernandes Jorge João Rui de Sousa Juan Lamillar Júlia de Carvalho Hansen Ko Un Lauren Mendinueta Lawrence Ferlinghetti Leopoldo María Panero Louise Glück Luis Maffei Luljeta Lleshanaku Luís Falcão Luís Filipe Castro Mendes Luís Filipe Parrado Luís Quintais Mahmud Darwix Manuel Alegre Manuel de Freitas Manuel Gusmão Marcos Siscar Maria Azenha Maria do Rosário Pedreira Maria Estela Guedes Maria Graciete Besse Maria Helena Nery Garcez Marianne Moore Maria Teresa Horta Maria Victoria Atencia Mario Meléndez Mark Strand Mark YoungMary Oliver Mary Ruefle María Gómez Lara María Negroni Miguel Alexandre Marquez Nicanor Parra Nuno de Figueiredo Nuno Dempster Nuno Júdice Néstor Mux Olga Savary Olinda Beja Olivier Rolin Pedro Tamen Pere Gimferrer Philip Levine Piedad Bonnett R. Lino Renata Correia Botelho Roberto Bolaño Roberto Fernández Retamar Robin Robertson Rocío Cerón Rosa Alice Branco Rosa Maria Martelo Rui Pedro Gonçalves Rui Pires Cabral Sandra CostaShuntarō Tanikawa Soledade Santos Sérgio Nazar David Tomas Tranströmer Vasco Gato Wendy CopeYolanda Pantin Yvette K. Centeno Ángel Guinda
*

 

Anúncios

░ Deus nos lírios

sinto deus, todas as noites, nos lírios
de Monet. olham por mim,
por esta sombra incerta que morre
aos poucos comigo, cobrem
de seiva viva a escuridão da casa
e afastam os demónios
que se escondem nas frestas do sono.

pela manhã, junto as pétalas tenras
caídas no lençol, e rezo baixinho,
com os pardais, um verso branco.

 

_
▪ Renata Correia Botelho
(Açores, n. 1977)
Da revista “Telhados de Vidro – n.º 12”, Edições Averno, 2009

░ Dois poemas

 

░ Restos

 

Os ossos da minha mãe num nicho.
As cinzas da minha tia também.

Uma vida.
Uma vida.

 

 

░ Aprendam com a folha da amendoeira

 

 

Aprendam com a folha da amendoeira
que se incendeia ao cair.
O solo arde.
A terra arde.
O resplendor
é o mais importante.

 

__
▪Eunice de Souza
(India, 1940–2017)
in “Learn from the almond leaf”, Poetrywala, Paperwall Media and Publishing Pvt. Ltd., England, 2016

Mudado para português por _ Francisco José Craveiro de Carvalho _ (Poeta, Tradutor e Matemático)

 

░ Nada escapa ao seu movimento eterno

Num sonho somos borboletas nocturnas
os edifícios são exatamente como nós
dentro permanecem crianças sentadas em cadeiras
gigantes,
crianças que não podem falar

convocam toda a gente quando a luz está a lutar
quando o vidro se dissolve
no sangue
articulando a escuridão do mar
com a mão da flor
com o desenho do fogo

o poema pestaneja na mesa de papel do sono
na sua inefável transparência
os seus olhos são bons para o deserto
alongam as palavras em camadas de ar
escondem-se no fundo da gaveta do inverno

dizem do vento o esquecimento a romã da tarde
a lareira é um dos seus múltiplos reflexos
e a mulher compõe poemas perto do fogo
com a maré cheia

as crianças correm por corredores de água
incitam o rebentar das folhas no cenário da boca
atravessam as janelas   a sala   o quarto
nada escapa ao seu movimento eterno

 

_
▪ Maria Azenha
(Portugal, n. 1945)
— Inédito